Programa Esteio Cidade Educadora promovendo a formação humana e educacional

4 12 2007

logo-esteio.jpeg

A Prefeitura de Esteio, cidade localizada na região metropolitana de Porto Alegre, assume desde 2005 a marca Cidade Educadora como princípio orientador da gestão municipal. O Programa Esteio Cidade Educadora foi criado com o objetivo de despertar nas pessoas que na cidade vivem a consciência de uma cidadania ativa onde todos se vejam como cidadãos-agentes de desenvolvimento.

Um Cidade Educadora tem o objetivo permanente de aprender, permutar, partilhar e, como resultado, enriquecer de vida e melhorar a convivência de seus habitantes. Para isso, todos os espaços públicos devem se tornar verdadeiramente espaços educadores. A Cidade Educadora se ocupa prioritariamente das crianças e dos jovens, mas dedica atenção a pessoas de todas as idades.
Para ser uma Cidade Educadora, é preciso ter um governo eleito democraticamente e o compromisso do prefeito e da Câmara Municipal de incentivar novos projetos em educação. Os experimentos mais bem-sucedidos são apresentados anualmente no Congresso Internacional das Cidades Educadoras, que, no ano de 2008 acontecerá na cidade de São Paulo (Brasil).

A Cidade Educadora tem personalidade própria. Está integrada ao seu país e igualmente se relaciona com seu entorno, com outros centros urbanos de sua região e com cidades de outros países.

Um dos projetos de educação ambiental mais destacados na região é o ´´Projeto Peixe Dourado“, coordenado em Esteio pela Prof° de Educação Ambiental Iara Maria Costa Pacheco. O Projeto é uma iniciativa do Grupo de educação ambiental COMITESINOS, Comitê de Preservação, Gerenciamento e Pesquisa da Bacia do Rio dos Sinos, criado em 1987. O Grupo já conseguiu promover a capacitação de mais de 550 professores, que passaram a desenvolver projetos com seus alunos. A Prof° Iara é responsável pela implantação de práticas inclusivas de educação ambiental buscando conscientizar o morados de localidades próximas das regiões afetadas pela contaminação. Para ela, a marca de Cidade Educadora gera uma grande motivação e engajamento dos professores que se interessam por projetos como o Peixe Dourado, que inclusive foi implantado em Esteio antes do município ganhar o título de Cidade Educadora.

peixe-dourado.jpg

O que faz de um município uma Cidade Educadora é um ensino de qualidade por meio da utilização de materiais didáticos inovadores, capazes de promover reflexão e transformação.

 mapa-esteio.jpg





Mostratec: A maior feira de jovens cientistas da América Latina

20 11 2007

Para quem gosta de inovar, tem sempre novas idéias e ainda disposição suficiente para fazê-las funcionar, a MOSTRATEC – Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia –, é a oportunidade ideal para quem procura destaque no âmbito escolar e até profissional. Organizada e executada pela Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, com a colaboração de instituições públicas e privadas, a feira é considerada um dos principais eventos educacionais do país. A MOSTRATEC destina-se à apresentação de projetos de pesquisa científica e tecnológica nas diversas áreas do conhecimento humano, desenvolvidos por alunos do ensino médio e da educação profissional de nível técnico, do Brasil e de outros países, principalmente da América Latina.

mostratec.jpeg

A cada ano, além dos expositores, vem aumentando o número de visitantes: empresários, autoridades nacionais e internacionais, profissionais de diversas áreas, estudantes, imprensa e comunidade em geral. Neste ano, o número total de projetos apresentados foi de 217 e diversos empresários já buscam identificar na Mostratec futuros profissionais de interesse de suas empresas. A feira já contou com a participação de estudantes de países como México, Costa Rica, Venezuela, Portugal, Alemanha, França, Turquia, Cazaquistão e Argentina.

Este ano, entre os diversos trabalhos apresentados, podemos citar dois projetos focados em diferentes áreas mas que se destacaram por sua importância e iniciativa: Projeto S.E.E.T. – Sistema Econômico de Energia no Trensurb e o Gooclé: You search, We guide.

Todos os participantes da mostra recebem certificados e os três melhores de cada área recebem premiações. Os projetos destaques são credenciados para participar de feiras no exterior, de acordo as condições estabelecidas nos convênios firmados com a MOSTRATEC. O evento proporciona a integração entre as instituições de ensino, pesquisa e o meio empresarial, possibilitando o desenvolvimento e a aplicação de novas tecnologias. Além da MOSTRATEC, a escola ainda realiza outras duas feiras de ciência e tecnologia: a FENACITEC e a FECIT, ambas filiadas à Intel/ISEF, Feira Internacional de Ciência e Engenharia dos Estados Unidos.





Pauta GB: Maior feira de jovens cientistas da AL

6 11 2007

 mostratec.jpg

O enfoque principal da matéria será a 22ª edição da Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec) com estrutura montada na Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, em Novo Hamburgo,RS.

Um dos fatos interessantes a ser abordados é que muitos trabalhos são premiados com a participação dos expositores em outras feiras internacionais de ciência, em países como Estados Unidos, África do Sul, Peru e Rússia. 

A idéia central é entrevistar avaliadores e expositores que serão selecionados justamente pelos temas abordados em seus projetos.  As informações necessárias para montagem da matéria serão adquiridas nas próprias entrevistas com os organizadores da feira (professores da escola) e no site da Fundação Liberato, no link Mostratec: www.liberato.com.br

As fotos serão feitas no local, a matéria terá uma foto da entrada principal do evento e uma foto com o plano geral do local onde os trabalhos estão sendo apresentados dentro da estrutura montada.

O enfoque principal será a comunicação pois muitos expositores abordam este tema de forma muito interessante.

O pavilhão de exposições está montado e boa parte da sua estrutura já pode ser conferida.
O espaço climatizado tem 2 mil metros quadrados e vai abrigar os 216 projetos, em onze áreas do conhecimento. A visitação pública começa na terça-feira, 06, encerrando dia 09, sexta-feira, sempre das 14h às 21h. A entrada é franca. 
 





Polícia busca ligação entre menina achada morta nos EUA e Madeleine

6 11 2007

O ‘bebê Grace’, como é chamado pela polícia, foi encontrado na semana passada.
Polícia dos EUA contatou a Interpol, mas diz ter confiança de não ser Maddie.

O corpo de uma garota encontrada morta por um pescador na semana passada dentro de uma caixa numa praia do Texas, nos Estados Unidos, passou a ser examinado pela polícia em busca de uma ligação com a informação de que Madeleine McCann, a menina inglesa desaparecida desde maio deste ano, pode ter sido levada para fora da Europa, segundo informações do jornal britânico “Times”.

A descrição da menina encontrada morta, chamada pela polícia de “Bebê Grace”, levou a polícia norte-americana a contatar a Interpol, o FBI e a polícia portuguesa a fim de considerar a possibilidade de ela ser Madeleine.

Os exames realizados no corpo de “Grace” mostram que ela foi morta pelo menos duas semanas antes de ser encontrada. Ela era branca, tinha entre 2 e 3 anos de idade e tinha cabelos longos e loiros ou marrom claro.

O xerife do condado de Galveston, onde o corpo foi encontrado, recebeu várias pistas de que a descrição da menina encontrada parecia com a de Madeleine, mas um porta-voz da polícia local disse que a investigação apontava não se tratar da menina inglesa.

“Temos confiança de que não seja ela”, disse o porta-voz. “Ainda estamos analisando os casos de pessoas desaparecidas na região. É um longo processo.”

O desaparecimento de Maddie completou seis meses no último sábado (3).  Segundo Francisco Marco, detetive contratado pelos pais da menina, Madeleine estaria no Marrocos. Marco, que é diretor da Agencia Metodo-3, afirma que não há nenhuma dúvida sobre a inocência dos McCann. “Meus especialistas conversaram com os McCann durante dez horas, e afirmaram que eles não estão escondendo nada”, declarou Marco.

Na sexta-feira (2), o jornal londrino ´´Evening Standart“ divulgou o resultado de novos testes de DNA que parecem apoiar a teoria de que os pais da menina poderiam estar envolvidos no caso. Ainda sobre as investigações, a polícia portuguesa voltará a interrogar o britânico Robert Murat, declarado suspeito do desaparecimento de Madeleine, afirmou na quarta-feira (31) o jornal ´´Daily Mirror“. O pai da menina, Gerry McCann, retornou ao trabalho na última quinta-feira (1) no Glenfield Hospital, em Leicester, região central da Inglaterra.

Fonte: http://www.globo.com / http://www.g1.com.br

moz-screenshot-2.jpg





A Bienal de todos

28 10 2007

bienal.jpg

Para quem procura aliar cultura, diversão e conhecimento em um único lugar, a 6° Bienal do Mercosul prova mais uma vez ser o ambiente perfeito para essa integração cultural, ao promover de forma criativa e muito atrativa diversas atividades acessíveis a todos os públicos. Alias, é justamente o fato de possibilitar tantas atrações gratuitamente que faz da Bienal um evento de todos, onde a cultura nos iguala e a informação nos engrandece. Além de possibilitar a integração dos países que fazem parte do Mercosul, através da arte, e promover a arte latino-americana como um todo, a Bienal do Mercosul oportuniza o acesso à cultura, e esse papel social desempenhado pela mostra e seu diferencial. Em onze anos de existência, a Fundação da Bienal do Mercosul realizou cinco edições da mostra de artes visuais, somando 3.108.203 visitas, acesso totalmente franqueado, 719.520 agendamentos escolares, 144.209m2 de espaços expositivos preparados, áreas urbanas e edifícios redescobertos e revitalizados, 2.797 obras expostas, intervenções urbanas de caráter efêmero e obras monumentais deixadas para a cidade, artistas, seminários, palestras, oficinas, curso para professores, curso e estágio para 865 mediadores. Neste ano, a Bienal ocorre entre os dias 1° de Setembro a 18 de Novembro e conta com 67 artistas de 23 países e uma equipe de 1200 profissionais trabalhando neste período. Por todo esse grande evento, a Bienal coloca o Brasil como referencia internacional nas artes visuais. Em sua 6 edição, a mostra esta localizada em três pontos muito conhecidos da capital gaúcha, palcos da cultura porto-alegrense: Armazéns do Cais do Porto, Margs e Santander Cultural.

porto-alegre.jpg

Neste ano, a mostra oferece Exposições Monográficas com os artistas Francisco Matto, Jorge Macchi e Oyvind Fahlstrom, a mostra Conversas, com os artistas Gabriel Pérez-Barreiro e Alejandro Cesarco, a mostra Zona Franca com Inês Katzenstein, Luiz Pérez-Oramas, Moacir dos Anjos e Gabriel Pérez-Barreiro, a mostra Três Fronteiras com Ticio Escobar e Gabriel Pérez-Barreiro e ainda o Espaço Pedagógico com Luis Camnitzer. A Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul é uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, dedicada a preparação e a realização das mostras e dos eventos que constituem as Bienais do Mercosul. A integração proposta pelo Mercosul gerou um sonho e o esforço partilhado de artistas, intelectuais, empresários, governos federal, estadual e municipal, enfim, de toda a comunidade, possibilitou a parceria que transformou esse anseio em realidade. Assim, em 1997 foi realizada a primeira edição da Bienal do Mercosul, integrando interesses artístico-culturais, empresariais, governamentais e comunitários em torno do maior evento de arte latino-americana. A Bienal do Mercosul demonstra a sua maturidade e se consolida no rol das maiores produções mundiais de difusão e integrações culturais, projetando o Brasil no cenário das nações que cultivam, estimulam e compartilham as artes visuais como expressão de valor dos povos. Porto Alegre brinda você com esse grande evento, não deixe de visitar a Bienal!





Web 2.0 – A importância da inteligência coletiva para divulgação de serviços na Web

25 09 2007

Pode-se atribuir ao conceito de Web 2.0 uma reorganização da forma como a web passou a ser encarada. Trata-se de uma segunda geração de serviços baseados na plataforma da web onde o enfoque é dado próprio usuário e sua possível contribuição com a rede.  A nova fórmula de trabalhar a potencialidade do World Wide Web surgiu em uma conferência de brainstorming entre as empresas O`Reilly Media e a MediaLive International. O termo trata da constatação de Dale Doughherty, pioneiro da web e vice-presidente da O`Reilly, ao notar que, ao contrário de haver explodido, a web estava mais importante do que nunca, apresentando instigantes aplicações novas e sites eclodindo com surpreendente regularidade. Apesar das inúmeras possibilidades de crescimento da web atribuídas ao pensamento de Doughherty, ainda existe um enorme desacordo sobre o que significada a Web 2.0, com alguns menosprezando a expressão – como sendo um termo de marketing sem nenhum sentido e outros aceitando-a – como a nova forma convencional de conhecimento.

O guru O`Reilly: software será serviço, não produto

A utilização da ´´ Web como plataforma “ também era o lema da Web 1.0 e dos dois maiores exemplos dela, a Double Click e a Akamai, ambas pioneiras em tratar a rede como plataforma. Essa reformulação da Web pode ser observada com um breve comparativo entre alguns dos principais programas da Web 1.0 e Web 2.0. O Netscape, exemplo padrão da Web 1.0, definiu a ´´ web como plataforma “, mas nos termos do velho paradigma de software: seu carro-chefe era o navegador – um aplicativo para desktop – e sua estratégia era usar seu domínio no mercado de navegadores para construir um mercado de altos preços para produtos para servidores. Já como um exemplo de Web 2.0, a Google começou como uma aplicação nativa da web, nunca foi vendida ou empacotada mas oferecida como um serviço pelo qual os usuários pagavam direta ou indiretamente. Nenhuma das armadilhas da velha indústria de software estava presente. Não havia prazos marcados para o lançamento de software, apenas contínuos aperfeiçoamentos. Nada de licenças ou vendas, apenas uso. A Google acontece no espaço entre navegador e ferramenta de busca, e o servidor de conteúdo de destino, como um possibilitador entre o(a) usuário (a) e a sua experiência online.

             Uma das lições da Web 2.0 é exatamente a visão de atingir a rede em toda sua extensão e não apenas no centro, até a cauda longa e não apenas a cabeça. A chave da Web 2.0: o serviço fica automaticamente melhor quanto mais forem os usuários que dele se utilizam. Os maiores casos de sucesso na internet não anunciaram seus produtos. Sua utilização se deu por marketing viral, isto é, recomendações que partiram de usuário para usuário. Pode-se ter quase certeza de que, se um site ou produto depente de publicidade para se tornar conhecido, não é Web 2.0.

                   Tim O`Reilly sugere algumas regras que ajudam a definir a Web 2.0: os dados são de fato o ´´ Intel Inside “ dos aplicativos que fazem o uso dele, o único componente essencial em sistemas cuja infra-estrutura de software é principalmente de código aberto ou de algum modo ´´ commoditizado “; o logo ´´ Beta “, com a proposta de não tratar o software como artefato, mas como um processo de comprometimento com seus usuários. Os programas são corrigidos, alterados e melhorados o tempo todo, e o usuário participa deste processo dando sugestões, reportando erros e aproveitando as melhorias constantes.

            A Web 2.0 está presente em muitos programas conhecidos atualmente, tais como: 

·         ORKUT – site de relacionamentos.

·         Google Maps – pesquisa/visualização de mapas e fotos de satélites da Terra.

·         Blogs, Fotologs – páginas da web onde a atualização é feita pelo usuário.

·         Wikipedia – enciclopédia online.

·         Google – ferramenta de pesquisa, base de dados.

 

 





Atentados Terroristas pós 11.09

18 09 2007

Atentados em Londres de 7 de Julho de 2005 

Em 7 de julho de 2005, a cidade de Londres (Inglaterra) foi vítima de uma série de explosões de quatro bombas que atingiram o sistema de transporte público da cidade durante a hora do rush. Três trens do London Underground (metrô de Londres) foram atingidos no centro da cidade dentro de meia hora e um ônibus (autocarro) de dois andares da London Bus foi atingido 30 minutos depois. O número de mortes foi de pelo menos 50 pessoas e o ataque foi considerado o mais mortal ato de terrorismo no Reino Unido desde o Atentado de Lockerbie em 1988, onde 270 pessoas morreram.  

A rede terrorista Al-Qaeda assumiu a autoria dos atentados desta quinta-feira em Londres, em carta publicada em um site de radicais islâmicos, na qual também ameaçou Dinamarca, Itália e outros países com “governos cruzados”, e exigiu a retirada militar do Afeganistão e do Iraque.

800px-russell_square_police_road.jpg

 

Atentados em Madri de 11 de Março de 2004

Na manhã de quinta-feira, 11 de Março de 2004, 10 mochilas carregadas com TNT (Trinitrotolueno) explodiram em quatro comboios em quatro pontos diferentes da região de Madrid, Espanha. As explosões ocorreram durante a hora de ponta, entre as 7:39 e as 7:42 da manhã nas estações madrilenas de Atocha (3 bombas), El Pozo del Tío Raimundo (2 bombas), Santa Eugenia (1 bomba) e num comboio a caminho de Atocha (4 bombas). As forças de segurança encontraram mais 3 bombas, que segundo o ministro do Interior Ángel Acebes, estariam preparadas para explodir quando chegassem os primeiros socorros às vítimas.

Uma suposta carta da Al Qaeda reivindicou a autoria das explosões em trens de Madri, chamando os atentados de ataques contra os ‘cruzados’, disse um jornal em árabe com sede em Londres.

 040312_madria.jpg

victims_spain02.jpg

 Principais grupos terroristas

 As mais famosas organizações terroristas do século XX foram as Brigadas Vermelhas na Itália, O IRA (Exército Republicano Irlandês), a OLP (Organização pela Libertação da Palestina), a Ku Klux Klan, a Jihad Islâmica, Abu Nidhal, a Al-Qaeda e o ETA.